Governo Flávio Dino corta R$ 9 milhões da Uema

20/06/2017

Dinheiro foi remanejado para Caema, TCE, Ministério Público e para a promoção de festas de São João; gastos comunicação seguem inalterados.

FOTO/REPRODUÇÃO


SÃO LUÍS – O governador Flávio Dino (PCdoB) retirou, só no mês de junho, praticamente R$ 9 milhões milhões do orçamento da Universidade Estadual do Maranhão (Uema). O ato foi oficializado por meio de três decretos, todos assinados pelo comunistas no dia 13 de junho.

O primeiro deles cancelou dotação de R$ 2 milhões que seriam aplicados na “Promoção de Eventos Científicos, Tecnológicos e Sócio-Culturais” e agora serão destinados ao investimentos na Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema).

Da administração da Uema o comunista retirou mais R$ 1 milhão, que será destinado à construção de um prédio anexo do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA), em São Luís.

Dino retirou, ainda, R$ 5,4 milhões da “Formação de Profissionais de Nível Superior” para entregar à Procuradoria-Geral de Justiça do Estado do Maranhão (PGJ-MA).

Cultura – Para a Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur) o governador encaminhou, ainda, R$ 400 mil que, em tese, deveriam ser aplicados formação de profissionais de nível superior e, agora, serão investidos no São João.

Nesse caso, o remanejamento da verba foi ordenado pelo Decreto nº 32.956, de 1º de junho de 2017, mesmo dia em que professores da Uema fizeram um ato público no portão de entrada do Campus Paulo VI, na capital maranhense, para cobrar do governo Flávio Dino o cumprimento de um acordo firmado em setembro do ano passado.

O acerto previa três benefícios à categoria: a concessão de uma gratificação técnica, o pagamento de compensação da Unidade Real de Valor (URV) – unidade monetária que antecedeu o Real – e a incorporação da gratificação técnica aos vencimentos.

O Executivo prometeu efetivar os ganhos aos docentes em março deste ano, promessa ainda não cumprida.

Os cortes na Uema

> R$ 2 milhões para a Caema

> R$ 1 milhão para o TCE

> R$ 5,4 para a PGJ

> R$ 400 mil para o São João

Governo corta também da Saúde, mas mantém comunicação.

A revelação de que o governo Flávio Dino (PCdoB) provocou um corte de quase R$ 9 milhões no orçamento da Uema ocorre pouco depois de o próprio Executivo comemorar outra baixa expressiva: na semana passada os comunistas comemoravam o fato de haverem gasto menos dinheiro na Saúde.

Segundo o próprio governo, a economia na área já chega, em dois anos, a aproximadamente R$ 508 milhões.

Em contrapartida, os gastos com Comunicação só aumentam. Para esse setor, por exemplo, o incremento foi de mais de R$ 15 milhões em 2017, em comparação com o ano de 2016.

Durante a votação do Orçamento, deputados de oposição ainda tentaram emendar a peça, para reduzir o valor da pasta responsável pela comunicação governamental, mas a base aliada ao Palácio dos Leões vetou a iniciativa.

DESAVISO: Jornal O ESTADO – Texto sem alterações.

Link original do Post ~  http://imirante.com/mobile/oestadoma/noticias/2017/06/20/governo-flavio-dino-corta-r-9-milhoes-da-uema.shtml

 () Blog do Vicente Bastos

www.facebook.com.br/prof.vicentebastos

Deixe uma resposta